dropped-motorcycle-750x480

E TEM GENTE QUE ACHA FÁCIL VIAJAR DE MOTO…

Dia 15/06, exatos 15 dias antes do embarque para a Transiberiana, e recebemos o e-mail abaixo do nosso fornecedor na Russia, que havia cotado, cobrado parcialmente e  assegurado a disponibilidade das motos para a viagem da Transiberiana:

Dear Allan,

To our great disappointment the company that has undertaken to provide us with bikes for your trip is no longer operational due to force-major reasons.

We have done our best to find alternative but unfortunately are not able to come up with anything in the same price range.

Pois é… para ser breve e justo com os leitores que não dominam a língua de Shakespeare, o resumo da ópera é que ficamos sem motos porque a empresa que forneceria as motos saiu do mercado por alguma razão “de força maior”.

E agora? Como é que fazemos uma viagem de moto pela Rota Transiberiana… sem motos????????????????

Por hora, o que é possível afirmar, é que a viagem efetivamente acaba de passar da fase de planejamento para a fase de execução.

Primeiro, nossa resiliência começa a ser posta a prova. Mas essa vai ser moleza: faremos essa viagem nem que tenhamos que comprar motos velhas de 100cc em Saint Petersburgo para depois desová-las em Vladivostok.

Segundo, começa também uma das principais lições, que é aprender  como lidar com russos (vejam que não estou generalizando, já que não disse OS russos, estou me referindo a russos em geral, que encontraremos pelo caminho, e que representam uma ínfima parcela da população daquele País). Não parece estranho que depois de valores combinados, ponto de retirada e devolução definidos, e parte dos valores efetivamente pagos, duas semanas antes do início da viagem, quando já temos vôos emitidos, compromissos com patrocinadores assumidos e hotéis reservados, a empresa que forneceria as motos simplesmente desapareça do mapa devido a “razões de força maior”? Pois é…

Terceiro, começa a sessão improviso, e em alta velocidade. Agora corremos contra o relógio para, em apenas duas semanas, correr atrás do prejuízo e viabilizar as motos que usaremos na Rota.

A seguir, cenas dos próximos capítulos….

11 comentários em “E TEM GENTE QUE ACHA FÁCIL VIAJAR DE MOTO…

  1. Rodrigão, conheço você o suficiente para ter certeza de que essa viagem irá acontecer e que o passeio será repleto de momentos fantásticos e marcantes pois a energia com que vocês possuem é infinitamente maior que qualquer contratempo que aparecerá….

  2. Putz essa literalmente foi “froids”! Mas tomara que os problemas fiquem apenas nisso nessa mega aventura. Problemas que o dinheiro resolve são os mais fáceis de se lidar!

    1. Fala Daniel. Os problemas se sucedem, não tem jeito… hehe… agora que resolvemos as motos, não temos malas. Mas elas VÃO chegar!!! 😉 Abraço

Deixe uma resposta para MARLENE PAIVA OLIVEIRA BRESSAN Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *